Google

sexta-feira, 11 de maio de 2007

PONTOS VITAIS, ATEMI-WAZA

O respeito pela vida é universalmente reconhecido, e se a vida de um indivíduo está em perigo, todos os meios disponíveis são inegavelmente justificáveis para evitar o perigo.
O praticante de Hapkido é a pessoa que foi treinada nas técnicas de ataque e defesa que é capaz de preservar a sua segurança.
A importância do Atemi-waza a este respeito é óbvia, Atemi-waza são técnicas de auto-defesa nas quais os ataques são feitos a pontos vitais a fim de inflingir dor, inconsciência ou morte.
Elas são empregadas apenas como último recurso, quando alguém corre o risco de ser morto, ferido ou capturado.

O conceito de usar a força do adversário contra ele mesmo é uma aplicação clássica de Yin/Yang. Quando o adversário for duro, seja macio, quando o adversário for macio seja duro.
Quando o adversário agarrar golpeie, quando o adversário golpear, agarre.
Quando for atacado não se oponha ao ataque, complemente-o e absorva sua força.
Yin/Yang são forças que são opostas mas que se complementam, co-existindo em equilíbrio dinâmico.
No combate a aplicação de Yin/Yang guia a nunca golpear duas vezes o mesmo lugar.
O lutador de arte marcial deve golpear em cima, depois em baixo, ou no centro, golpear com soco e depois com chutes, variando os ataques conforme a lei Yin/Yang, alternando os opostos.
Assim a energia do oponete se tornará fraca, e não haverá força para nenhum ataque ominete.

O que significa Bater em Pontos Vitais ?

Significa fechar completamente as linhas de comunicação interna interrompendo sua função de transporte., o corpo humano (ex: cabeça, membros e os orgãos ou víceras) é conectado por tendões e colaterais que são irrigados por artérias e veias.
Um homem não poderá se mover se seus tendões ou colaterais forem feridos, e se o sangue nas artérias ou veias pararem seu fluxo, ele perderá a consciência.
Tendões e colaterais começam nas pontas dos dedos, nas dobras do joelho e convergem na cabeça e face, a energia Ki governa as atividades dos tendões e colaterais, consequentemente, quando treinamos os tendões é necessário cultivar o Ki.
O Ki corre na superfície de um tendão e colateral, e o sangue flui dentro dos canais e colaterais. Para melhor entender o fluxo do sangue e os pontos vitais, tente imaginar as funções sanguíneas como o fluxo da água, e os pontos vitais servindo como um chafariz.
Quando desobstruído, o fluxo é livre e fácil, porém, se obstruído, uma estagnação resultará. Fluxo sanguíneo segue o Ki que origina do coração, ele circula ao longo de vinte principais meridianos de shacras começando no horário do Rato (11 p.m.~1 a.m.)
Se o fluxo do sangue é interrompido, haverá um efeito adverso.
Ao atigir um dos trinta e seis pontos vitais pode ocorrer : morte, paralisia, inconsciência e problemas respiratórios.
Um homem pode ser machucado se levemente atingido em um ponto vital, mas uma pancada forte pode ser fatal.
Dos trinta e seis pontos vitais vinte e dois são na parte frontal e os outros quatorze nas costas. Sabe-se também que se atingirmos pontos vitais na cabeça, causam instabilidade, no pescoço podem paralisar, na parte superior do corpo, causa problemas respiratórios, e na parte inferior sensação de formigamento.
Existem cinco meios de atacar os pontos vitais : cortando (usando a quina da mão), pressionando (usando os dedos), espalmando (usando a palma da mão), batendo (usando a mão), apertando (usando os dedos para agarrar.)
Se os pontos vitais forem atacados em conjunto com a teoria do fluxo sanguíneo, então um trauma para um pequeno ponto vital machucará uma pessoa, e um trauma em um grande ponto vital o matará.
A teoria do fluxo sanguíneo é dividida em doze iguais períodos, e os pontos vitais são localizados ao longo de doze canais.
Interessantes técnicas chamadas de "O Diagrama de 12 horas do Toque Mortal," ilustra técnicas utilizadas simultaneamente em três ou quatro pontos vitais em horários pré determinados, que provocariam a morte no adversário não imediatamente, mas após alguns dias, semanas, meses e até anos depois do combate.
Isso se deve a um estudo minucioso do fluxo sanguíneo no corpo humano e como ele se comporta durante as horas do dia.

8 comentários:

Fabio disse...

Embora este assunto seja amplamente discutido e mistificado por muitos professores e praticantes de arte marciais, acredito que não existam trabalhos científicos que provem as teorias ensinadas por muitos mestres. Lógico que alguns pontos como a traquéia, globo ocular, estômago, genitais, patela e alguns pontos na coluna podem ser identificados como altamente sensíveis a golpes. Para isso basta um mínimo de conhecimento sobre anatomia e fisiologia. Precisamos começar a caminhar em direção a verdade usando a ciência e o bom senso ao nosso favor. Respeito o Taoísmo e a Acupuntura com todas as suas crenças sobre meridianos, centros energéticos, pontos de sedação, tonificação, alarme, etc, etc. Mas aconselho que todos mantenham os olhos abertos e nunca deixem de questionar, perguntar e a pedir provas reais sobre o que esta sendo ensinado. Conheço golpes que são baseados no uso de pontos vitais, mas não deixo de buscar provas quanto a sua funcionalidade. Acho que existe um grande exagero e mistificação por parte de alguns mestres. Abraços!

Anônimo disse...

eu tenho certeza que o que os mestres ensinam esta certo

Anônimo disse...

eu tenho certeza que o que os mestres ensinam esta certo

Anônimo disse...

A existência de tendões e o modo como eles afetam ja é prova suficiente dos efeitos das técnicas. Creio que o 'ki' que tantos falam não seja uma forma de energia, mas sim a maneira como a energia flui pelo corpo! Melhorar a fluidez do 'ki' seria melhorar os reflexos e a eficiência entre a relação pensamento-ação que o artista marcial tem! Atacar o ki do adversário trata-se de negá-lo o controle sobre seu próprio corpo! E sobre a existência de golpes que afetam gravemente o 'adversário', apenas se fragilizar os pontos vitais que, quando sobre um novo stress, não suportariam o fardo...

willguns disse...

Sim , devemos pesquisar sobre a fonte de informaçoes que emos para saber se ela é real ou não... em relçao aos golpes em pontos vitais, particulamente eu sei que existem ( pratico hapkido faz alguns anos ...e sei quando meus superiores me ensinam) quando estimulados reagem de diferentes maneira, agora cabe aos céticos, dogmaticos decidirem se acreditam ou não... convido a vcs desconfiados que procurem uma academia... faça o teste... e verá... abraço

M. Mendonça disse...

Estas teorias de fluxo de chakra são da medicina tradicional chinesa... São bem confiáveis... Tais teorias foram bases para os médicos de uma sociedade gigantesca por séculos...

pontos vitais disse...

olha\,se alguem mais saber sobre pontos vitais,me adicionem no meu msn: romamarangatuclube@hotmail.com. meu nome é danilo

Anônimo disse...

ESTUDEI ARTES MARCIAIS POR UM PERIODO DE 2ANOS E SEI QUE A ANATOMIA HUMANA E BEM VULNERAVEL A SERTOS GOLPES BEM APLICADOS,PRINCIPALMENTE PARA QUEM NÃO CONHECE NENHUMA TECNICA DE DEFESA E ATAQUE